Fresado

Material fresado pesquisar informações mais concretas sobre esse assunto.

Fresadora é uma máquina de movimento continuo da ferramenta, destinada a usinagem de materiais. Remove-se cavacos por meio uma ferramenta de corte chamada fresa.

A operação de fresagem consta da combinação de movimentos simultâneos da ferramenta e da peça a ser usinada simultaneamente.

Essa máquina foi inventada por Eli Whitney em 1818.

Tipos e características:
A ferramenta de trabalho celtic vini 52
Uma das principais características da fresadora, é a realização de uma grande variedade de trabalhos tridimensionais. O corte pode ser realizado em superfícies situadas em planos paralelos, perpendiculares, ou formando ângulos diversos: construir ranhuras circulares, elípticas, fresagem em formas esféricas, côncavas e convexas, com rapidez e precisão.

Outras características importantes e que nos dão ideia das possibilidades da máquina são:

  • Comprimento e largura da mesa
  • Giro da mesa em ambos os sentidos;
  • Máximo deslocamento longitudinal da mesa;
  • Máximo deslocamento transversal da mesa;
  • Máximo deslocamento vertical do suporte da mesa;
  • Máxima altura da superfície da mesa em relação ao eixo principal;
  • Maior e menor números de RPM do eixo principal;
  • Avanços da mesa em mm/min;
  • Velocidade e potencia do motor;
  • Peso que a maquina suporta sobre a mesa.

Estas características são as que permitem identificar a máquina nos catálogos comerciais , onde são explicadas com detalhes.

Classificação:
Outros tipos de fresadoras são:
Fresadora copiadora, a qual trabalha com uma mesa e dois cabeçotes- um cabeçote apalpador e outro de usinagem.

Fresadora pantográfica ou pantógrafo:
Permitem a cópia de um modelo, movimento de coordenadas operadas manualmente, permitem trabalhar detalhes mais difíceis de serem obtidos através da copiadora.
Fresadora CNC e as geradoras de engrenagens,  requerem atenção especial pordisporem de tecnologia mais diferenciada para comando e operação.

Tipos e Modelos de Fresas:
É a ferramenta empregada pela fresadora, a qual apresenta uma vantagem em relação a outros tipos de ferramentas de corte, pois os dentes que não estão trabalhando estão sendo resfriados, reduzindo o desgaste da ferramenta. Conforme o ângulo de cunha das fresas, elas são classificadas em tipos: W, N e H:
A fresa tipo W é empregada para usinagem de materiais não ferrosos de baixa dureza: alumínio, bronze e plástico.

A fresa tipo N, empregada para materiais de dureza média, ou seja, menores de 700 N/mm2 de resistência à tração.

A fresa tipo H, recomendada para usinar materiais quebradiços ou duros, com mais de 700 N/mm2.
A quantidade de dentes entre as fresas deve-se a capacidade de conseguir usinar materiais mais resistentes.

Fresas de perfil constante:
Utilizadas para abrir canais, superfícies côncavas e convexas ou gerar engrenagens.

Fresas planas:
Empregadas para trabalhar superfícies planas, abrir rasgos e canais.

Fresas angulares:
Utilizadas para usinagem de perfis em ângulo, tais como rasgos prismáticos e encaixes tipo rab-de-andorinha.

Fresas para rasgos:
Para rasgos de chaveta, ranhura reta ou em perfil T.

Fresas dentes postiços:
Mais conhecidas como cabeçotes de fresamento, empregam pastilhas de metal duro, fixadas por parafusos, pinos ou garras de fácil substituição.

Fresas para desbaste:
Utilizadas para desbaste de grande quantidade de material de uma peça.

As fresas podem ser classificadas de várias maneiras. A primeira delas seria quanto a forma geral. As fresas podem ser cilíndricas, cônicas ou ainda de forma. As ferramentas mais estreitas são também
chamadas de fresas de disco, enquanto as ferramentas que possuem haste própria são denominadas de fresas de haste ou fresas de topo.

As fresas cônicas ou angulares podem possuir apenas um ângulo, como as fresas para encaixes tipo cauda-de-andorinha, ou possuir dois ângulos. Neste segundo caso podem ser classificadas como simétricas (ângulos iguais) ou biangulares (ângulos diferentes). Normalmente as fresas para cauda-de-andorinha possuem haste incorporada, enquanto as biangulares não.

As fresas de forma possuem o perfil de seus dentes afiados para gerar superfícies especiais tais como dentes de engrenagens (fresa módulo), superfícies côncavas ou convexas, raios de concordância e outras formas específicas de cada caso, e são denominadas fresas especiais. Alguns autores classificam as fresas cônicas como fresas de forma. As fresas especiais normalmente são fabricadas pela própria empresa que as utiliza, no setor denominado de ferramentaria, ou são encomendadas em empresas especializadas em ferramentas.

Quanto ao sentido de corte a classificação é simples, pois trata do sentido de giro da ferramenta, observado do lado do acionamento (de cima para baixo). Têm-se as fresas de corte à direita (horário) e as fresas de corte à esquerda (anti-horário). Obviamente esta classificação só se emprega em fresas fixas de haste fixa. As fresas que não possuem haste podem, normalmente, ser fixadas tanto em um sentido como em outro.

 

 



<< Voltar

Newsletter

Localização
Rua Flor de lis , 1032
Quinta da boa Vista (industrial)
Itaquaquecetuba.
Tel. e Fax (11) 2030-7400

Todos os Direitos Reservados 2016 © Otimizado Por Publinet1 Marketing Digital by: Petronet Informática